Lousã: mais de cem bombeiros combatem incêndio florestal com duas frentes

Lousã: mais de cem bombeiros combatem incêndio florestal com duas frentes

22 July 2008

published by http://ultimahora.publico.clix.pt


Portugal — O incêndio que deflagrou hoje às 17h14 em Cacilhas, no sopé da serra da Lousã, distrito de Coimbra, está a ser combatido por 135 homens, apoiados por 33 veículos e por seis meios aéreos, de acordo com o site da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

De acordo com a mesma fonte, o fogo, que está a consumir uma zona de floresta, conta com duas frentes, apesar de uma já ter sido dada como circunscrita. O comandante dos Bombeiros Municipais da Lousã, Ulisses Martins, informou que o incêndio está a ocorrer numa zona perto da parte de cima da fábrica de Papel do Prado, em plena serra.

Até agora foi accionado o Veículo de Planeamento de Comando e Comunicações, um Grupo de Análise e Utilização de Fogo e o segundo comandante distrital e técnico da Direcção Geral dos Recursos florestais está a caminho do local.

Na Barroca Funda, na Lousada (Porto), está também activo um incêndio numa zona de mato que começou pouco depois das 14h00 e que conta com 34 homens apoiados por 12 veículos. Este fogo reactivou-se às 18h05 em três frentes e o técnico Florestal da Lousada está a caminho do local.
 


(Photo: O incêndio deflagrou hoje às 17h14)

O dispositivo para a fase Charlie de combate a incêndios, que arrancou hoje a 01 de Julho e se prolonga até 30 de Setembro, envolve mais de 9600 homens e mulheres, incluindo bombeiros profissionais e voluntários, membros das forças de segurança, SEPNA, GIPS, Forças Armadas, sapadores florestais e vigilantes.

De acordo com a ANPC, a área ardida em Portugal nos primeiros seis meses do ano mais do que duplicou em relação ao mesmo período de 2007. De 1 de Janeiro a 29 de Junho arderam em todo o país 3569 hectares, enquanto em 2007 a área ardida foi de 1381 hectares. No mesmo período registaram-se 3676 ocorrências (2804 em fogachos e 872 em incêndios florestais) contra os 2941 que ocorreram no primeiro semestre de 2007. Os dados da ANPC mostram também que o maior número de incêndios se registou em Fevereiro, Março e Abril.


Print Friendly, PDF & Email
WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien